domingo, 31 de Outubro de 2010

DOCE DE MARMELO

Marmelada, geleia e doce de marmelo. Com os mesmos ingredientes obtêm-se variações óptimas.
Estas são algumas das utilizações para os marmelos que abundam nesta altura, a par dos marmelos assados em quartos com uns salpicos de açúcar e das tartes de maçã em que substitui 1 ou 2 maçãs por marmelos.

O doce de marmelos em cubos é excelente para aqueles que gostam de saborear marmelos quase ao natural, com o seu toque ácido.
É um doce pouco doce, pois uso o açúcar gelificante. Para açúcar normal deve-se aumentar a quantidade, até quase ao peso do marmelo.

Os frascos ficam lindos. É uma paragem no tempo. Daqui a uns meses estes marmelos saberão ainda melhor. Porque é como quase tudo na vida, quando não há é quando apetece.

Fiz assim...

DOCE DE MARMELO


INGREDIENTES 
1kg de marmelos
500ml de água
500g de açúcar gelificante

PREPARAÇÃO 
Lavar bem os marmelos e cortar em quartos. Retirar as sementes.
Cortar os marmelos em cubos e levar ao lume, na panela de pressão, com a água e o açúcar.
Mexer e assim que o açúcar ficar húmido, mexer novamente e tapar a panela.
Deixar cozinhar 5min..
Desligar, esperar 2min. e retirar a restante pressão.

Encher os frascos previamente esterilizados. Tapar e virar ao contrário.
No fim de frios, ou quase, virar os frascos para a posição original.


NOTAS, MAS NÃO MENOS IMPORTANTES
- Para esterilizar os frascos pode usar-se o microondas, aquecendo os vidros 1min. na potência máxima. Para as tampas cobrir com água a ferver uns minutos;
- Este doce pode ser ainda aromatizado com canela, cravinho, cardamomo ou outro.

segunda-feira, 25 de Outubro de 2010

COGUMELOS RECHEADOS COM TOMATE SECO, MANJERICÃO E MOZZARELA

Um óptima entrada ou uma refeição ligeira divinal, acompanhado por uma salada verde, com rúcula por exemplo.

São muito fáceis de fazer e podem ser preparado com horas de antecedência, levando-os ao forno antes de servir.

Todos adoram e a combinação de sabores é infinita. Nas notas do fim ficam algumas sugestões. Para além desta combinação faço uma variação com bacon e queijo de cabra... hummmmmmm

Fiz assim...

COGUMELOS RECHEADOS COM TOMATE SECO, MANJERICÃO E MOZZARELA
 

INGREDIENTES
6 cogumelos portobello grandes
1 fio de azeite
1 cebola
1 dente de alho
1 piri-piri seco picado (opção)
1 tomate fresco ou pelado
6 tomates secos
1 colher (sopa) de orégãos secos
sal q.b.
pimenta moída q.b.
2 colheres (sopa) de manjericão fresco picado
6 colheres (sopa) de mozzarella ralada
6 azeitonas pretas

PREPARAÇÃO
Com uma escova para alimentos ou um pano seco limpar as impurezas dos cogumelos. Retirar o pé e picar. Reservar o chapéu.

Numa caçarola levar a refogar em lume baixo a cebola e o alho picados, no azeite.

Assim que a cebola estiver translúcida juntar os pés dos cogumelos, os tomates secos e o fresco, picados. Deixar refogar até amolecerem.
Se houver necessidade juntar umas colheres de água.

Temperar com sal, pimenta e orégãos. Mexer para não pegar.
Quando estiver pronto adicionar o manjericão.

Colocar os chapéus dos cogumelos num refractário para ir ao forno.
Colocar com uma colher, parte do recheio em cada cogumelo. Cobrir com mozzarela ralada e enfeitar com uma azeitona.
Levar ao forno a temperatura média 15min.. Gratinar.

Servir quente ou morno.


NOTAS, MAS NÃO MENOS IMPORTANTES
- A cebola quando frita adquire um sabor caramelizado, é importante que seja aquecida no azeite a temperatura baixa para que fique adocicada;
- Juntar o piri-piri se gostar, juntamente com a cebola e o alho, no azeite;
- No forno é preciso que o chapéu do cogumelo cozinhe e amoleça um pouco com os sucos do recheio e o queijo derreta, por isso aconselho forno médio;
- Os ingredientes do recheio podem ser alterados, pode-se juntar beringela ou courgette ao refogado, até ficarem macias, fiambre ou bacon em cubos (precisando este último de ser frito na frigideira bem quente para soltar a gordura. Retira-se o bacon e acrescenta-se o azeite, prosseguindo a receita), atum, ovos cozidos, outros queijos como misturas raladas já prontas, queijo roquefort ou de cabra esfarelado...

terça-feira, 12 de Outubro de 2010

BERINGELA PANADA

Aos fritos, perdoa-se o mal que fazem pelo bem que sabem!
Mas não tem de ser necessariamente assim.

Esta rodelas de beringela servem de acompanhamento, de petisco para festas ou piqueniques ou mesmo como prato principal acompanhadas de um bom arroz e uma salada, pois como se inclui ovo já possuem proteínas suficientes.

São óptimas quer quentes quer frias, para graúdos e principalmente para miúdos, que não as largam.

Gosto de as panar duas vezes para combinar a textura mais cremosa do interior com o exterior crocante do pão ralado;

Fiz assim...

BERINGELA PANADA



INGREDIENTES 
1 beringela
2 ovos
sal fino
pimenta moída
pão ralado

orégãos

PREPARAÇÃO
Lavar a beringela, descascar e cortar às rodelas com 0.5cm de espessura num mandolim.
Levar as rodelas de beringela a aferventar em água a ferver com sal, durante 1min..
Escorrer e reservar.

Bater o ovo, num prato com um garfo e temperar com sal e pimenta.
Colocar noutro prato fundo o pão ralado temperado com os orégãos.
Passar as rodelas, com a ajuda de um garfo, pelo ovo, depois pelo pão ralado, pelo ovo e novamente no pão ralado.
Fritar em óleo quente até ficarem douradas.

Retirar e escorrer em papel absorvente.



NOTAS, MAS NÃO MENOS IMPORTANTES
- Gosto de retirar a casca das beringelas nesta preparação porque ao fritar a casca endurece e torna-se desagradável;
- O aferventar da beringela é para a tornar mais macia, não é para cozer, pois se não as rodelas ficam moles e muito difíceis de panar;

- Em vez de orégãos pode ser usado salsa ou coentros frescos picados ou secos;
- Para os apreciadores ao servir quente pingar algumas gotas de sumo de limão.