segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

LENTILHADA - LENTILHAS COM CHOURIÇO E OVOS ESCALFADOS

Uma refeição bem quentinha para os dias muito frios.

Se um guisado de feijões é uma feijoada, então um de lentilhas é uma lentilhada!

As lentilhas, como leguminosas que são, são importantes na alimentação. São ricas em glícidos, proteínas, vitaminas, ferro e pobres em gordura, que é o que se quer. Podem ser usadas também para recheio de pastéis, sopas, engrossar molhos...
Um bom prato de leguminosas não precisa de carne para fornecer as proteínas necessárias. Aqui a presença do chouriço dá sabor e justifica a necessidade, para alguns, de ter sustento numa refeição.

Um prato bem temperado, do agrado de miúdos e graúdos, onde o aspecto pode não ser convincente, mas se a sugestão aqui aparece é porque vale a pena ;)

Fiz assim...

LENTILHADA - LENTILHAS COM CHOURIÇO E OVOS ESCALFADOS


INGREDIENTES
1 fio de azeite
1 cebola
2 dentes de alho
1 folha de louro
1/2 colher (chá) de pimentão doce
1 piri-piri opcional
2dl de vinho branco
3 tomates pelados
1/2 colher (chá) de orégão em folhas
1/2 colher (chá) de tomilho
1/4 de pimento vermelho opcional
1/2 chouriço em rodelas
250g de lentilhas verdes
água quente
sal

4 ovos

PREPARAÇÃO
Demolhar as lentilhas cerca de 2h.

Na panela de pressão, em lume médio, colocar o azeite, a cebola, os alhos e o louro. Deixar alourar levemente.
Acrescentar o pimentão doce e o piri-piri.
Assim que ficar meio seco, refrescar com o vinho branco. Deixar evaporar o álcool e juntar o tomate, esmagando-o com a colher de pau.
Temperar com os orégão e o tomilho.
Juntar o chouriço e deixar fritar ligeiramente para largar alguma gordura.
Acrescentar os pimentos (opcional) cortados em cubos, as lentilhas demolhadas e água quente suficiente para cobrir tudo.
Salgar.

Deixar levantar pressão e cozinhar em lume médio cerca de 10min.. Desligar e deixar descansar mais 2min..

Retirar a pressão, abrir a tampa e mexer.
Abrir um ovo para uma pequena taça e vertê-lo nas lentilhas. Repetir o procedimento para os restantes ovos.
Tapar a panela, levar a lume médio, cerca de 2min..
Retirar e servir bem quente.

Rende para 4 pessoas.


NOTAS, MAS NÃO MENOS IMPORTANTES
- Escolher um chouriço bom, pois o sabor vai comprometer o resultado final;
- Pode ser adicionada carne em cubos, depois do alho ou cenoura às rodelas finas, depois de juntar o tomate;
- A quantidade de água depende do tamanho da panela, mas suficiente para cozer as lentilhas e fazer caldo - antes um pouco a mais que a menos para não secar e queimar.

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

MASSA DE CREPES

Esta especialidade francesa, é muito versátil quer na versão doce ou salgada, e é apreciada por todos. Pode ser servida como entrada, prato principal ou sobremesa, do pequeno-almoço, ao brunch, almoço, lanche, jantar ou mesmo lanche tardio.

Dos famosos, Crêpe Suzette e Crepe com Chocolate e Gelado, aos crepes de cogumelos, passando pelos de cobertura simples de açúcar e canela, aos mais elaborados, como o Bolo Folhado, feito com pilha de folhas de crepes.

Ao contrário das panquecas, os crepes querem-se finos e a elaboração da massa é muito mais simples. Leite, ovos e farinha, são os ingredientes necessários.

Vantagem dos crepes, é que podem ser feitos com bastante antecedência, para que o acabamento seja rápido e na altura de ser servido.

Fundamental é o local onde se cozinham os crepes.
Para que não se use gordura ou se use o mínimo possível, é necessário que a superfície onde se cozinham seja anti-aderente.
Uma frigideira anti-aderente, pesada ou de fundo térmico é muito boa, mas se tiver uma plana, uma crepeira, guardada só para esta utilidade, então não corre o risco de outros usos comprometerem o fácil descolar dos crepes.
A crepeira eléctrica é outra sugestão, não fica muito mais cara que uma frigideira crepeira, e tem a vantagem do controlo homogéneo da temperatura em toda a placa. Para além disso o disco é maior, cerca de 29cm, permite, por isso, crepes maiores, para quando se querem dobrar em quartos. Numa crepeira eléctrica podem ser preparados também os Bolos Lêvedos Açorianos ou os English Muffins.

Fiz assim...

MASSA DE CREPES


INGREDIENTES 
300ml de leite
200ml de água (ou apenas 500ml de leite)
4 ovos
2 colheres (sopa) de óleo, manteiga ou azeite (opcional)
250g de farinha de trigo
pitada de sal

PREPARAÇÃO
Num copo medidor ou numa taça, colocar a água, o leite, os ovos, o óleo e o sal e mexer bem com a varinha mágica (ou vara de arames ou colher de pau). Juntar a farinha e mexer novamente.
Deixar repousar até pré-aquecer a frigideira anti-aderente, crepeira, placa anti-aderente ou crepeira eléctrica.
Untar com um pouco de óleo a superfície aquecida e absorver o excesso com papel de cozinha. Guardar o papel para untar de vez em quando entre crepes.

Colocar uma pequena poção de massa no centro da frigideira, levantar a mesma e rodar até que a massa tenha atingido o diâmetro pretendido. Se for usada placa anti-aderente ou crepeira eléctrica usar um rodo de madeira para espalhar a massa.
Deixar cozinhar 1 minuto, levantar a massa com uma espátula e voltar o crepe do outro lado, deixando cozinhar mais 1 minuto.

Retirar o crepe e colocar num prato, sobre o qual se empilham.

Servir quentes, frios ou reaquecidos.

Esta massa rende 12 crepes grandes (29cm de diâmetro).

 
 
 

NOTAS, MAS NÃO MENOS IMPORTANTES
- A massa feita com leite e água, ao invés de só leite, fica mais leve, de textura mais macia e rende um pouco mais. Ao usar apenas leite a tendência dos crepes no fim de feitos é secar mais depressa;
- Se se optar por acrescentar gordura à massa, o que a torna mais elástica e fácil de descolar, usar o óleo ou manteiga para crepes que vão ser recheados com doce e azeite para os salgados;
- Para massas doces, pode-se juntar 2 colheres (sopa) de açúcar na massa;
- Podem ser preparados em maior quantidade e congelar, ou preparar no dia anterior, guardando num prato envolvido em película aderente.

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

LASANHA DE ESPINAFRES, QUEIJOS E PINHÕES

Uma lasanha muito saborosa, lacto-vegetariana, uma alternativa à Lasanha de Soja, Milho e Manjericão ou à tradicional Lasanha à Bolonhesa.

Pode-se pensar que os garotos lá em casa não vão gostar, mas enganem-se. Para surepresa, esta lasanha é sempre bem-vinda aos pratos mais pequenos.
Enganem-se também se pensam que é muito trabalhosa, nada disso, dispensa até molho béchamel, está tudo incluído no recheio. A mistura de queijos, natas e leite dão a cremosidade necessária e humidade suficiente para cozer a massa.

Pode ser transformada numa lasanha light se escolher os ingredientes certos: mozzarela e requeijão magros, natas de soja, e leite magro.

A EM deu o mote e esta lasanha se fez na Passagem de Ano.

Fiz assim...

LASANHA DE ESPINAFRES, QUEIJOS E PINHÕES


INGREDIENTES
250g / 12 placas de massa para lasanha pré-cozida
750g de espinafres congelado
200g + 50g de queijo mozzarela ralada
100g de queijo parmesão ralado
1 requeijão
200ml de natas
200ml de leite
sal
pimenta
1 fio de azeite

30g de pinhões (ou nozes)

PREPARAÇÃO
Cozer os espinafres em água e sal. Escorrer, picar e reservar.
Aquecer uma frigideira anti-aderente. Colocar os pinhões e saltear até que fiquem brilhantes e louros. Reservar. (Se forem usadas nozes, saltar este procedimento)

Pré-aquecer o forno a 200ºC.
Numa taça desfazer, com um garfo, o requeijão. Acrescentar os restantes queijos (reservar as 50g de mozzarela) e as natas. Misturar bem.
Juntar o leite para liquefazer a mistura.
Combinar os espinafres.

No pirex escolhido, colocar o fio de azeite e uma camada de placas de massa.
Colocar uma camada da mistura de queijos e espinafre.
Sobrepor uma camada de massa e repetir o procedimento, até obter 4 camadas de cada.

Polvilhar com o queijo mozzarela reservado e distribuir os pinhões.

Levar ao forno 45min. a 180ºC.


NOTAS, MAS NÃO MENOS IMPORTANTES
- Pode optar por folhas de lasanha sem pré-cozedura. Se assim for, cozer a massa numa panela/tacho largo, em água, sal e um fio de azeite/óleo, escorrer e reservar as folhas sobre um panho de cozinha húmido, sem sobreposição de folhas;
- Os espinafres que uso são congelados, são muito bons e muito mais baratos que os frescos. Se os espinafres a usar forem frescos, escolhidos ou embalados, colocar as folhas numa panela apenas com 1 fio de água no fundo e deixar cozer tapado, no vapor, 5min.;
- Pode ser acrescentada 1-2 colheres (sopa) de azeite, à mistura dos queijos. O azeite combina bem com os espinafres e com as massas em geral.

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

SALMÃO NO PÃO

Salmão no pão ou pão com salmão?
Aqui em casa os garotos gostam de salmão, por isso, e para não cansar os acompanhamentos, lembrei-me desta "sandes".

Com a massa Artisan Bread no frigorífico, torna-se simples a preparação desta sugestão. Para além do mais, não é necessário forno, o pão assa na frigideira, tal como o Artisan Bread na Frigideira. A diferença é que não se quer fazer um pão alto e fofo, para comer como pão, mas sim achatado, um pouco mais grosso que um pão pita para servir de suporte.

Uma boa sugestão para fazer e levar para comer noutro local, se bem que acabado de fazer é sempre outra coisa.
O sabor do pão quente com azeite e a própria gordura (não excessiva porque o salmão já foi grelhado) do salmão é muito bom. Para quem gostar pode-se acrescentar cebola ao recheio, como saliento nas dicas do fim.

Fiz assim...

SALMÃO NO PÃO


INGREDIENTES
receita base de Artisan Bread
2-3 postas/lombos de salmão
sal
azeite
pimenta

Opção:
cebola cortada finamente em meias-luas

PREPARAÇÃO
Retirar 2 pequenas bolas de massa artisan Bread do frigorífico. Na pedra enfarinhada esticar cada bola de massa em disco, com a mão ou com o rolo.
Entretanto aquecer bem uma chapa/grelha e assar o peixe sem gordura, salpicando com sal. Quando estiver a dourar de um lado, virar para assar do outro.
Retirar e reservar. Se houver necessidade, retirar a pele, as espinhas e a gordura excessiva se existir.

Aquecer uma frigideira pesada anti-aderente no lume médio.
Ao lume, colocar o primeiro disco de massa com a base enfarinhada.
Rechear com o salmão partido em lascas/pedaços.
Temperar com pimenta e um fio de azeite sobre todo o peixe e pão.
Cobrir com o outro disco de massa, calcando as margens para fechar.

Deixar cozinhar 7-8min. em lume médio-baixo, e abanar ao fim de 5min. a frigideira para soltar o pão. Quando se vir as bordas da massa assada, e com a ajuda de um prato voltado em cima da firgideira, virar o pão para cozinhar o disco de cima.

Servir quente, acompanhado com uma salada.

 

NOTAS, MAS NÃO MENOS IMPORTANTES
- Quando compro salmão gosto dos lombos, mas como são mais caros acabo por comprar os rabos abertos, limpos de espinha, mas com pele. Aqueço a grelha muito bem, coloco a posta com a pele voltada para baixo e deixo uns bons minutos. A pele vai secar e quase queimar, mas ao virar a posta para grelhar do outro lado, a pele sai dura, como se fosse uma folha de papel, 5 estrelas!
- Se a cebola é do agrado então pode-se acrescentar cebola cortada bem fina em meias-luas e juntar ao salmão antes de cobrir. Outra opção é antes de colocar o primeiro disco de massa na frigideira, saltear estas meias-luas de cebola no azeite. Reservar e distribuir a cebola e o azeite no recheio, em cima do salmão.