segunda-feira, 26 de Dezembro de 2011

PANFORTE DE CHOCOLATE

Panforte é originalmente um doce natalício italiano, de Siena e que por isso também pode ser designado por Bolo de Siena ou Panforte de Siena.
Panforte significa literalmente pão forte, pelo seu sabor intenso a especiarias [acho que também pode advir do facto da massa ser bastante dura ao envolver].

É um doce que lembra na cor e sabor o Bolo de mel, pois o mel também é um dos seus ingredientes.
Para além do mel os frutos secos são o ponto principal, podendo incluir frutas cristalizadas picadas. Nesta sugestão as frutas cristalizadas não foram incluídas, apenas a laranja cristalizada e o chocolate foi acrescentado.

Conserva-se muito tempo fechado num recipiente hermético. Se ficar ao ar torna-se mais macio, mais húmido e as tiras começam a colar umas às outras.
Tem uma textura que lembra a do Torrão de Alicante embora o sabor seja o de Bolo de mel ou de bolo de frutas.
Feito com alguma antecedência intensifica o seu sabor.

Ótimo para acompanhar um café ao almoço ou um licor ou vinho quente numa destas noites frias.

Fiz assim...

PANFORTE DE CHOCOLATE


INGREDIENTES
125g de nozes
125g de avelãs
125g de amêndoas
50g de laranja cristalizada picada
1/2 colher (chá) de mistura de pimentas (branca, preta e da Jamaica)
1/2 colher (chá) de canela moída
1/2 colher (chá) de sementes de coentros moídas
1 pitada de noz moscada
75g de farinha de trigo
1 colher (sopa) de cacau em pó
125g de açúcar
200g de mel

100g de chocolate negro em barra
açúcar em pó q.b.

PREPARAÇÃO
Numa frigideira pesada aquecida torrar ligeiramente os frutos secos. Retirar da frigideira e deixar arrefecer os frutos.

Pré-aquecer o forno a 150ºC.
Untar e forrar o fundo de uma forma de aro amovível de 26cm de diâmetro, com papel vegetal.

Numa taça misturar as nozes, avelãs, amêndoas, laranja, pimentas, canela, coentros, noz moscada, farinha de trigo e cacau.
Numa caçarola levar a lume médio o açúcar e o mel, até levantar fervura 1min..
Acrescentar o chocolate partido e derreter fora do lume.

Juntar de imediato a mistura de chocolate ainda quente na taça com os frutos secos.
Mexer rápida e energicamente a mistura e verter na forma.
Calcar com as costas de uma colher humedecida e levar ao forno 30min. a 150ºC.

Retirar do forno e deixar arrefecer um pouco antes de desenformar.
No fim de frio, colocar numa tábua e com uma faca grande de chefe e afiada, cortar fatias finas.

Envolver em açúcar em pó e guardar hermeticamente.

Antes de servir voltar a polvilhar com açúcar em pó.

 
 
 
 
 
 

NOTAS, MAS NÃO MENOS IMPORTANTES
- A quantidade de frutos secos indicados, de nozes, avelãs e amêndoas, pode ser parcialmente substituída por pinhões e nozes pecãs;
- A laranja cristalizada pode ser substituída por casca de limão cristalizada;
- A pimenta da Jamaica tem um gosto e aroma de cravinho, pelo que pode ser substituída por uma pitada de cravinho moído;
- Os frutos secos podem ser torrados durante 5min., num tabuleiro, no forno a 220ºC;
- Para untar a forma usar spray desmoldante no papel e laterais da forma;
- Depois do chocolate derretido na mistura de mel e açúcar, o processo de envolver nos frutos tem de ser rápido pois a massa endurece rapidamente;
- Para guardar envolver em película aderente e em alumínio e guardar hermeticamente.

segunda-feira, 19 de Dezembro de 2011

PÃO DE QUEIJO DE SINGAPURA

Mantive o nome desta sugestão que veio substituir as receitas de pão de queijo que eu fazia. Bem podia ser chamada de Pão de queijo ultrarrápido ou ultraprático.

Adoro pão de queijo, aliás aqui em casa todos adoram. Sempre que os faço não duram para contar história, nem sei se endureceriam porque nunca chegaram ao dia seguinte.

Há muito anos, era a minha avó que trazia do Brasil os preparados instantâneos da Hikari e da Yoki. Quando acabavam e até á nova remessa eram feitos com polvilho. Entretanto começaram a aparecer por cá, já moldados e congelados, bastava levar ao forno. Agora encontram-se relativamente fácil os preparados instantâneos.
Sempre que eram feitos de raiz envolviam: polvilho doce, azedo, ovos inteiros, óleo, escaldar, deixar arrefecer... versões com leite a ferver ou com natas, na batedeira... mesmo a versão de liquidificador, mais prática para encher forminhas, não bate esta sugestão.

Esta receita do Mais Você que eu redescobri no Dia de Domingas que por sua vez viu no Pecado da Gula, é um sucesso. Eu já tinha passado pela receita no Mais Você mas achei que seria mais uma, e pela falta nesta receita de alguns dos ingredientes típicos do pão de queijo, como o óleo e os ovos inteiros, não deveria ficar bem. Até porque já testei outras versões milagrosas do site e não fiquei convencido. Enganei-me nesta, ainda bem que a Andrea o fez.
É rápida, light e muito saborosa. Não sei se terei coragem de voltar à receita e método tradicionais, para quê?

Para os amantes do pão de queijo, fica a sugestão, não deixem de experimentar. A superfície fica seca e o interior com grandes abertura e de textura elástica.

Fiz assim...

PÃO DE QUEIJO DE SINGAPURA


INGREDIENTES
125g de polvilho doce
200g de queijo creme (tipo Philadelphia)
1 gema
100g de queijo ralado (parmesão ou mistura de queijos)
sal q.b.

PREPARAÇÃO
Pré-aquecer o forno a 180°C.
Numa tigela misturar todos os ingredientes rapidamente até obter uma bola homogénea.
Moldar pequenas bolas do tamanho de uma noz e dispor num tabuleiro forrado com tapete de silicone ou papel vegetal.
Levar ao forno a 180ºC, cerca de 20 minutos ou até ficarem dourados.
Rende cerca de 28 pequenos pães.

 
 

NOTAS, MAS NÃO MENOS IMPORTANTES
- Dependendo do gosto de cada um, o tipo de queijo usado pode variar. Para sabores mais fortes usar uma parte de queijo da ilha, para sabor mais neutro juntar um pouco de mozzarella ralada. O queijo emmental ou o nosso limiano ou flamengo também servem muito bem;
- Ótimo para usar os pedaços de queijo seco que se vão guardando no frigorífico. Apenas há que ter cuidado ao ralar porque são muito duros;
- Se for de compra preferir queijo finamente ralado ou em pó em vez de queijo ralado em tiras. Mas mesmo assim este pode ser triturado rapidamente com um pouco do polvilho para que não faça bola no triturador.

quinta-feira, 8 de Dezembro de 2011

PÃO, BOLOS E CIA. NA VISÃO GOURMET 2011

O Pão, Bolos e Cia. aparece em entrevista na revista  Visão Gourmet de 2011.

Acerca da utilização de máquinas de fazer pão - MFP, fui convidado a partilhar a minha opinião acerca deste eletrodoméstico que entrou nas nossas cozinhas e que parece ter ficado, em Pôr as mãos na massa.
Quais as dificuldades sentidas na elaboração de um pão na máquina, quais os pães que mais gosto, quanto tempo se demora a fazer um pão... foram algumas das questões colocadas.


Pormenores e conselhos na utilização da MFP podem ser consultados aqui no blogue, nas dicas seguintes:
- MFP - DICAS 1 - GENERALIDADES SOBRE A MFP
- MFP - DICAS 2 - GENERALIDADES SOBRE FARINHAS
- MFP - DICAS 3 - GENERALIDADES SOBRE FERMENTOS
- MFP - DICAS 4 - GENERALIDADES SOBRE CEREAIS
- MFP - DICAS 5 - GENERALIDADES SOBRE OUTROS INGREDIENTES DA MASSA
- MFP - DICAS 6 - GENERALIDADES SOBRE ACABAMENTOS
- MFP - DICAS 7 - ELABORAÇÃO DA MASSA DE PÃO

segunda-feira, 5 de Dezembro de 2011

ASSADO DE PERU COM CROSTA DE BATATA

Os assados facilitam muito a vida. Podem ser pré-preparados com antecedência e levados ao forno no tempo certo de estarem à mesa para serem servidos.

Esta sugestão é uma versão de carne assada com batatinhas, um pouco diferente, consta da Cuisine at Home (n.º 89) - Turkey Pie.
Agrada a todos sobretudo aos mais pequenos que adoram batatas frias e carne picada. A carne usada é a de peru mas pode ser feita com variações como indico nas notas do fim.

A receita pode incluir muitos ingredientes, mas após se fazer a primeira vez, torna-se corriqueiro.

Fiz assim...

ASSADO DE PERU COM CROSTA DE BATATA


INGREDIENTES
Para o guisado:
800g de carne de peru picada
azeite
1 cebola grande
2 cenouras
2 hastes de aipo
2 dentes de alho
tomilho fresco ou seco
3 colheres (sopa) de farinha de trigo
2 colheres (sopa) de pasta de tomate
1 lata de tomate pelado
1/2 cubo de caldo de galinha
250ml de água morna
125ml de vinho tinto
1 colher (sopa) de molho Worcestershire
2 colheres (chá) de mostarda de Dijon
150g de ervilhas congeladas
sal
pimenta

Para a cobertura:
1kg de batatas pré-fritas em cubos (ou em palha)
queijo ralado (mozzarella, parmesão, chedar, emmental)


PREPARAÇÃO
Pré-aquecer o forno a 200ºC.
Untar um pirex ou refratário com margarina ou com spray antiaderente.

Aquecer uma caçarola, colocar um fio de azeite e alourar a carne de peru 8-10min.. Se necessário, para desmanchar os grumos, pressionar com o esmagador de batatas. Reservar a carne.
Na mesma caçarola colocar outro fio de azeite e a cebola picada, a cenoura às rodelas finas e o aipo finamente picado. Alourar 5min..
Adicionar o alho picado e o tomilho e deixar cozinhar mais 1-2min..
Juntar a farinha e a pasta de tomate e cozinhar a farinha cerca de 1min. mexendo para não engrumar.
Acrescentar o tomate pelado picado na tábua, o meio cubo de caldo de galinha desfeito na água morna, o vinho, o molho de Worcestershire e a mostarda. Deixar ferver um pouco e reduzir o lume para médio.
Juntar as ervilhas e cozinhar até que estejam macias ou quase.
No final envolver a carne de peru e temperar com sal e pimenta.

Colocar o preparado no refratário untado, deixando mais alto no centro.
Cobrir a carne com as batatas, pressionando-as para que fiquem bem agarradas, numa camada uniforme.

Levar ao forno cerca de 40min.
Retirar e espalhar o queijo por cima das batatas e levar ao forno mais 10min. ou até estar dourado.

Retirar do forno e deixar descansar 10min. antes de servir.

Rende para 8 pessoas. Acompanhar com salada verde ou mesmo sem acompanhamento.

 
 
 
 
 
 
 
 
 

Versão com carne de vaca picada e milho

NOTAS, MAS NÃO MENOS IMPORTANTES
- Nos talhos não é fácil pedir para picar a carne de peru, pois geralmente não têm uma máquina de picar exclusiva para carne de aves, para prevenir uma  possível contaminação, com Salmonella, das outras carnes a picar. Encontra-se peru picado fresco já embalado;
- Em vez de carne de peru pode ser usada carne de porco ou de vaca;
- Se as cenouras forem largas, cortá-las primeiro longitudinalmente e só depois em meias rodelas;
- As ervilhas podem ser substituídas por milho ou outro vegetal em cubos;
- Na versão de carne de vaca e milho que apresento na foto, gosto de usar uma tira de pimento vermelho bem picado, que junto com o alho;
- O picante a é gosto, mas combina melhor com as carnes vermelhas.