segunda-feira, 24 de Dezembro de 2012

FILHOSES DE CENOURA

Uma alternativa às filhoses de abóbora que não fica nada atrás das tradicionais.

São de cor laranja intenso, de massa mais densa mas muito macias e húmidas sem ficarem oleosas (o que é detestável nas filhoses ou em qualquer frito). Mantém-se macias nos dias seguintes e o açúcar ao dissolver-se contribui para que não sequem.

Muito fáceis de fazer, a massa pode ser batida à mão, mas a varinha mágica ou bimby tornam o processo mais rápido. Ao contrário das tradicionais de abóbora a massa não inclui fermento padeiro, pelo que não é necessário esperar que esta levede, sendo por isso de preparação mais rápida..
A receita foi-em dada pela SC ;) e desde então tem marcado a nossa mesa de natal e não só. Como adoro fritos doces, de vez em quando ao domingo, com alguma moderação, aparecem cá por casa e todos agradecem.

Fiz assim...

FILHOSES DE CENOURA


INGREDIENTES
1kg de cenouras descascadas
4 ovos
400g de açúcar
500g de farinha
1 colher (chá) de fermento em pó
1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
1 colher (sopa) de aguardente

mistura de açúcar e canela (para polvilhar)

PREPARAÇÃO
Cozer as cenouras até estarem macias.
Numa taça grande colocar as cenouras cortadas em bocados e os ovos.
Triturar com a varinha mágica até se obter um puré liso.
Acrescentar os restantes ingredientes e continuar com a varinha mágica apenas até ficar homogéneo.

Pré-aquecer o óleo numa fritadeira ou caçarola funda.
Fritar colheradas de massa ajudando-a a sair passando o dedo indicador pela colher.
Virar as filhoses e retirar com uma espumadeira.

Escorrer sobre papel absorvente.
Passar pela mistura de açúcar e canela.

(do ano passado)

(deste ano)

NOTAS, MAS NÃO MENOS IMPORTANTES
- Na bimby cozer as cenouras descascadas e cortadas em pedaços. Escorrer. Juntar os restantes ingredientes e triturar em velocidade média alguns segundos;
- Nos dia seguinte, para ganharem novamente "vida" passá-las novamente por mistura de açúcar e canela.

segunda-feira, 17 de Dezembro de 2012

COSCORÕES COM AÇÚCAR E CANELA

Bolo rei, filhoses e coscorões são a minha "santíssima trindade" da doçaria de natal.

Típicos de quase todo o país, os coscorões revestem-se de especificidades nas diferentes regiões. Claros ou escuros, curtos ou compridos, largos ou estreitos, com margens lisas ou recortadas, esticados ou enrolados, tiras simples ou com recortes pelo meio, de massas simples ou bem aromatizadas, cobertos com açúcar e canela ou com uma calda.
O que têm em comum é serem fritos, mas mesmo assim, ainda o podem ser em óleo, azeite ou banha!

Estes que apresento são de massa simples, uma massa em tudo semelhante à [dos pastéis de] massa tenra (onde geralmente não se escalda a farinha com a água a ferver e a manteiga é substituída por azeite), ficam apenas dourados e insuflados. O açúcar e canela dão o toque doce e a natal.

Cá em casa, juntamente com a fatias douradas (rabanadas) são doces de todo o ano, porque o natal é...

Fiz assim...

COSCORÕES COM AÇÚCAR E CANELA


INGREDIENTES
500ml de água
1/2 colher (chá) de sal grosso
1 colher (sopa) de manteiga
1 colher (sopa) de banha de porco
casca de 1 limão
1kg de farinha
3 ovos
1 colher (sopa) de fermento em pó

açúcar e canela para polvilhar

PREPARAÇÃO
Levar a ferver a água com o sal, manteiga, banha e a casca de limão.

Numa tigela bater os ovos e misturar a farinha e o fermento.
Escaldar a farinha com a água a ferver.
Amassar muito bem até se obter uma massa lisa.
Deixar repousar 1h tapada, eventualmente no frigorífico.

Retirar uma porção de massa e esticar na pedra enfarinhada com o rolo da massa, até 3-4mm de espessura.

Cortar tiras finas com uma faca, disco da pizza ou carretilha e fritar em óleo quente.
Escorrer em papel absorvente e passar, numa taça, pela mistura de açúcar e canela.


NOTAS, MAS NÃO MENOS IMPORTANTES
- Se não quiser tender a massa toda, reservar no frigorífico a bola de massa num saco plástico sem ar ou envolvida em película aderente, durante alguns dias;
- Fritar a massa fria e no fim do repouso deixa os coscorões com as típicas bolhas na superfície. Esticados e fritos logo após a terem sido amassados tendem a ficar mais massudos.