quinta-feira, 13 de maio de 2010

COUVE À MINEIRA

Acompanhamento fundamental da feijoada à brasileira, mas que acompanha muito bem carnes grelhadas. É de preparação rápida.

A couve que uso é a galega ou portuguesa, a do caldo verde.
A couve galega, tal como outros vegetais verdes escuros, é um alimento muito rico em cálcio, mas mais do que isso, é um dos alimentos dos quais se realiza uma grande absorção de cálcio, mais do que o leite, pe.. Por todas as razões é um alimento a introduzir na dieta diária de todos. A couve mineira é uma preparação alternativa ao consumo desta couve, sem ser na forma tradicional de caldo verde.

Algumas variações podem ser feitas à sugestão que indico. A couve pode ser preparada na frigideira em cru, sem ser escaldada, bem como aquecer bacon para que solte a gordura e nessa mesma gordura frigir a couve. Com bacon ou mesmo chouriço caseiro, a couve fica mais aromática.

Fiz assim...

COUVE À MINEIRA


INGREDIENTES
250g de couve galega cortada bem fina (caldo verde)
2 dentes de alho
1 piri-piri seco
1 fio de azeite
sal q.b.

PREPARAÇÃO
Escaldar a couve 3min. em água a ferver em cachão forte com sal. Escorrer.

Numa frigideira alta de saltear ou num tacho colocar o fio de azeite, os alhos e o piri-piri picados e aquecer. Não deixar os alhos ganhar cor e juntar logo de seguida a couve escorrida. Com um garfo de madeira (se a frigideira for anti-aderente) soltar a couve e frigi-la no azeite. Provar um pouco e temperar de sal se necessário.
Servir de imediato.

NOTAS, MAS NÃO MENOS IMPORTANTES
- A forma tradicional de cortar esta couve é usar o cortador de caldo verde, de manivela, que se prende à mesa da cozinha. Em alternativa, depois de lavar as folhas, sobrepor algumas e enrolar bem apertado, como se fosse um charuto. Na tábua cortar bem fininho. Uma sugestão mais prática e a minha preferida é a couve fresca já cortada e embalada, à venda no supermercado na zonas dos legumes para sopa;
- Para escaldar a couve mas para a manter verde deve-se usar a água bem quente e a couve escorrida, para não baixar a temperatura da água;
- Se optar por fritar o bacon ou chouriço em cubos, retirá-los depois de soltarem a gordura, frigir os alhos e a caouve e só depois envolver no bacon/chouriço;
- Se os alhos ganharem cor ficará o azeite com um sabor desagradável, é preferível iniciar o processo com novos alhos e azeite.

16 comentários:

  1. adoro!faço exactamente igual mas pico um pouco de banon bem fininhos e juntos com os alhos!fica divinal!bjinhs

    ResponderEliminar
  2. Faço tantas vezes esta couve, todos gostamos lá por casa. Gosto de colocar um pouco de linguíça picadinha.

    ResponderEliminar
  3. parece-me muito bem. nunca provei, mas é capaz ser bom.

    beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Havendo couve e feijão eu já me dou por contente :)

    ResponderEliminar
  5. para mim e um dos acompnahmenetso perfeitos.
    faço-o mais em genero de migas que adoro
    beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Olá!
    Que dia lindo prá te visitar... essa receitinha não poderia ser melhor =D
    Afinal, é de minha terra, né?! :)
    Minas Gerais ;D
    Ficou linda sua couve...bem verdinha...faço um cadin diferente...mas o que importa é que cê lembrou da mineira...
    Um bejim, viu?!
    Vinni

    ResponderEliminar
  7. A minha sogra (brasileira) já fez esta receita cá por casa.
    Gostei bastante!

    ResponderEliminar
  8. É das minhas, já que tenho raízes em Minas Gerais! A sua ficou perfeita, uma autêntica couve à mineira.

    Beijinho e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  9. Que excelente acompanhamento!!!
    Bjs...

    ResponderEliminar
  10. Adoro couve mineira, está perfeita e linda .*

    ResponderEliminar
  11. Adoro! Então quando trago couves lá da quinta é um petisco. A diferença é que não costumo cortar em caldo verde, corto maiorzinha! Uma óptima sugestão!

    ResponderEliminar
  12. Que boa!
    Tambbém costumo fazer, às vezes junto umas fatias de pão duro.

    Bjs

    ResponderEliminar
  13. Sou de belo horizonte (Minas Gerais) e aqui em casa comemos couve semanalmente!
    Thatiana Bandeira

    ResponderEliminar

Deixe aqui o seu comentário a esta cozinha!