segunda-feira, 16 de maio de 2011

TRIFLE DE PÊSSEGO E CUSTARD

Um simples trifle, mas com muito aroma.
O clássico creme custard, com a clássica combinação dos pêssegos e vinho do porto.

O chantilly torna-o fresco para os dias quentes, mas o vinho do porto torna-o ótimo para um dia mais invernoso. É por isso uma sobremesa do ano inteiro, ao alcance de qualquer um.

Gosto de usar um toque licoroso nos trifles. O vinho do porto é um dos meus aromas de eleição, já testado no Trifle de castanhas e vinho do porto.

Fiz assim...

TRIFLE DE PÊSSEGO E CUSTARD


INGREDIENTES
1 lata de pêssegos de conserva
300g de palitos champanhe ou de la Reine
100ml de vinho do porto
400ml de natas para chantilly

Para o creme custard:
0,5l de leite
2,5 colheres (sopa) de farinha custard
3 colheres (sopa) de açúcar
1 casca de limão
1 pau de canela
3 colheres (sopa) de manteiga

PREPARAÇÃO
Preparar o creme custard colocando numa caçarola parte do leite frio e dissolver a farinha custard. Juntar o restante leite e os restantes ingredientes.
Levar ao lume médio, mexendo com uma colher de pau, até atingir ponto de estrada.
Retirar a casca de limão e o pau de canela. Reservar.

Cortar os pêssegos escorridos em cubos.

Aquecer a calda dos pêssegos e misturar o vinho do porto.
Embeber os palitos nesta calda e reservar.

Bater as natas frias com o açúcar, em chantilly.

Colocar na base da taça 1/3 do creme custard.
Dispor 1/3 dos palitos embebidos e partidos em pedaços de 3-4cm.
Cobrir com 1/4 dos cubos de pêssegos.
Cobrir com 1/3 do chantilly.
Repetir o procedimento mais 2 vezes, acabando com os últimos cubos de pêssego em cima do chantilly.

Levar ao frigorífico, tapado com película aderente, no mínimo 4h.


NOTAS, MAS NÃO MENOS IMPORTANTES
- O chantilly pode ser substituído por um creme de mascarpone, mas para evidenciar o creme custard, o chantilly resulta muito bem;
- Em vez de vinho do porto pode ser usado rum ou outro licor;
- Em vez de palitos champanhe ou la reine pode ser usado pão-de-ló ou outro bolo industrial;
- É importante estar no frigorífico alguma horas para que os aromas se intensifiquem e os biscoitos absorvam a humidade do creme e se refresquem.

14 comentários:

  1. Além do visual ser lindo tem um aspeto bem delicioso essa sobremesa. Uma taça dessas em cima de uma mesa de festa faz um figurão!lol adorei a sugestão.

    beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Os triffles são sempre sobremesas visualmente apelativas e lindas.
    Esta tua combinação também me parece simplesmente deliciosa.

    ResponderEliminar
  3. ADORO

    Tb costumo fazer todo o ano, mas sem o custard, e corto o pessego aos gomos fininhos, podemos usar tb bolo ou pao de ló em vez dos palitos de champanhe.

    Fica maravilhoso de qualquer maneira.

    O teu já me pôs a salivar.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Os triffles são lindos, mesmo os mais simples. O teu está perfeito :)

    ResponderEliminar
  5. Ui... que maravilha, tem um aspecto delicioso. Imagino que ainda saiba melhor!!!

    beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Um Triffle desses bem fresquinho faz as delicias de qualquer festa.

    ResponderEliminar
  7. Muito apetitoso Renato! Uma sobremesa muito prática e bela! Parabéns!

    Eu leio muito nos blogs portugueses sobre a farinha custard... o que é exatamente? Não é a mesma coisa que pó para pudim de baunilha?

    Bjs,

    ResponderEliminar
  8. Andrea - A farinha custar é um preparado, em embalagem de 500g para fazer creme custard ou curtarda. É um creme inglês, semelhante ao português leite creme ou ao francês crème brûllée. Os ingredientes do preparado são semelhantes ao de um pudim: amido de milho, baunilha, corante amarelo, e na preparação do creme juntamos leite, açúcar e casca de limão. Na versão original caseira, o creme é engrossado com ovos.
    É um creme servido num pequeno jarro ou molheira para acompanhar pies de maçã ou outras, por isso não tem uma consistência muito presa.
    Mas também se pode fazer um pouco mais preso e colocar açúcar por cima e queimar com ferro quente ou maçarico, vê aqui.
    Provavelmente por aí também há, mas se não houver pode ser substituído nas massas pela quantidade equivalente em amido de milho e algum aroma de baunilha e corante amarelo.

    :)

    ResponderEliminar
  9. Merhabalar; çok lezzetli görünüyor.Ellerine sağlık..sevgilerrr..

    ResponderEliminar
  10. Olá,
    Esta receita é uma delicia. Até dá vontade de dar uma dentada na foto :)
    O seu site é muito interessante.
    Se quiser também pode visitar o meu blog (muito recente): http://www.atitudezen.com/

    Beijinho

    ResponderEliminar

Deixe aqui o seu comentário a esta cozinha!