sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

TRANÇA DE IOGURTE COM AMÊNDOA

É uma massa muito macia, e delicada.
Assado em trança, em pequenas bolas ou numa forma tipo bolo inglês, fica sempre bem.
O iogurte dá uma leveza à massa, muito boa.

A receita é do blog Couzina Diel Nadia. Não lhe chamei brioche, como no original, pois não tem ovos e manteiga suficientes para tal. É apenas um pão doce em que a água ou leite foram substituídos por iogurte.

É um pão levemente adocicado e com pouca gordura, pode-se dizer que é quase light para a quantidade de farinha que leva, e para o que rende. É importante que levede depois de moldado/entrançado.

Fiz assim...

TRANÇA DE IOGURTE COM AMÊNDOA


INGREDIENTES Para a massa:
2 iogurtes naturais (2x125g)
1 ovo
1 1/2 colher (chá) de fermento biológico seco ou 22g de fermento fresco
1/2 colher (chá) de essência de baunilha ou 1 saquinho de açúcar baunilhado
1 colher (chá) de sal
80g de açúcar
50g de manteiga ou margarina derretida
500g de farinha de trigo T65

Para decoração:
1 ovo
amêndoa laminada
açúcar
geleia de marmelo ou alperce

PREPARAÇÃO
Colocar todos os ingredientes da massa mencionados, pela ordem, na MFP. Seleccionar o programa de massas lêvedas.
No final do programa, retirar a massa para a pedra enfarinhada e formar uma bola. Cortar a meio e formar com cada porção uma bola.
Cortar cada bola em 3 partes iguais.
Esticar cada uma das 3 bolas em rolo, na pedra.
Entrançar os 3 rolos. Colocar num tabuleiro, não esticando a trança, pelo contrário, encolhendo-a ligeiramente. Deixar levedar 45min..

Pré-aquecer o forno a 180ºC.

Pincelar as tranças com um ovo batido e decorar com a amêndoa e açúcar granulado.

Levar a assar 25min..
Retirar e deixar arrefecer numa grelha.

Pincelar com a geleia a trança simples.

Rende 2 tranças de 35cm.

Tranças depois de levedadas no forno ligeiramente aquecido

NOTAS, MAS NÃO MENOS IMPORTANTES
- É importante deixar levedar a trança pela 2.ª vez. É neste procedimento que a massa fica arejada e depois macia. Para melhor levedar, aquecer uns minutos o forno, desligar e colocar o tabuleiro com as tranças;
- Numa das fotos vê-se uma das tranças polvilhada com canela. Embora fique bonito não acho que o sabor seja óptimo, pois a canela seca muito ao assar, por isso é preferível não polvilhar. Já o facto de se incluir um pouco de canela na massa é diferente;
- Outras coberturas: nozes, açúcar demerara em cristais...

26 comentários:

  1. tem aspecto de ser mesmo bom e fofo.
    Vou levar a receita.
    Bjs

    ResponderEliminar
  2. Esqueci-me de lheperguntar qual foi o tipo de farinha que utilizou?
    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Criatura, esse pão tá com uma cara otima....vou fazer correndo.

    beijihos

    ResponderEliminar
  4. Que aspecto tão perfeito e delicioso, gostei imenso da receita.

    ResponderEliminar
  5. Ficou fantástico.
    Deve ser delicioso.

    http://asvezescozinheira.blogspot.com

    ResponderEliminar
  6. estão bem bonitas as duas eu gostei mais da amêndoa do que simples
    gosto de trincar a cobertura estalidiça
    beijinhos e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  7. Parabéns pelos pães. Ficaram com ótima apresentação.
    Um abraço,

    Jean Claudi.

    ResponderEliminar
  8. Sabor e Saberes - Usei farinha de trigo T65 (sem fermento). Uso desta para tudo (sacos 5kg top budget - intermarché - €1.6). É a que uso para pão e bolos.
    Já inclui a referência nos ingredientes.

    ResponderEliminar
  9. Gosto deste tipo de "brioche" feito com iogurte. Fica bem fofinho :)

    ResponderEliminar
  10. ficou super lindo!!!maravilhosa a receita!bjus

    ResponderEliminar
  11. Adorei a receita, nao vou demorar muito para fazer! Ficou lindo!!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Convido-te a visitar os meus três blogs:

    Segredo guardado em nós;
    Carpe Diem;
    Filho parido na dor, filho criado com amor


    E, já agora, faço referência às minhas 3 (três é a conta que Deus fez!) petições:


    Petição Mais cuidados maternais, por um Futuro melhor!

    Para:Assembleia da República


    Hoje em dia não é raro ver crianças e jovens a deambular pelas ruas, muitos deles perdidos nas malhas da droga e da prostituição. São crianças e jovens vítimas de "abandono" por parte de quem tem por missão orientá-los:os pais.

    Esse "abandono" começa nos seus primeiros meses de vida, quando a mãe se vê obrigada a voltar ao trabalho.

    Quantas destas mães não guardariam os seus filhos, se tal lhes fosse permitido?
    Ninguém, nem mesmo uma avó, pode substituir os cuidados maternos. É fundamental que mãe e filho possam fortalecer um vínculo que se iniciou durante a gravidez, pois que tal só traz benefícios quer para a criança quer para a mãe. É nos primeiros anos de vida que se estrutura a personalidade. Uma criança que receba, nesses primeiros anos, os cuidados maternos revelará, estamos certos disso, uma estrutura mental mais forte e saudável.

    Fala-se tanto em aumentar a natalidade em Portugal (o país envelhece, pouco a pouco), quando é fundamental olhar para as crianças que já nasceram, essas que, assim que vêm ao mundo, são logo "separadas" da mãe, não lhes sendo permitido um primeiro contacto! Separados logo à nascença!!! Até quando se permitirá que o Homem aniquile esse primeiro momento?

    Ainda no hospital, a mãe vive antecipadamente a angústia de saber que, muito em breve, terá de "abandonar" o seu filho aos cuidados de outros. Essa angústia compromete seriamente o vínculo mãe-filho.

    À mulher deve ser dada a liberdade de escolha. Nenhuma mulher deve ser obrigada a "abandonar" os seus filhos. Nenhuma mulher deve ser discriminada nem inferiorizada por escolher permanecer em casa, a fim de acompanhar os primeiros anos de vida dos seus filhos. O Estado Português deve investir no lar, permitindo que as mães cuidem dos seus filhos.O Estado Português deve apoiar -monetariamente, e não só- todas as mulheres que, acima de tudo, queiram cuidar dos seus filhos. O Estado Português não pode esquecer que estes são os Filhos da Nação. Que são o nosso Futuro.

    Cada recém-nascido é o futuro do nosso país. E nós queremos um Futuro melhor. Para tal, há que reescrever o presente.


    Os signatários


    Está em http://www.peticaopublica.com/?pi=P2010N1300





    --------------------------------------------------------------------------------


    Não se esqueçam das duas outras petições:

    Petição pela salvaguarda dos direitos naturais de uma mãe (em caso de separação do casal)
    http://www.peticaopublica.com/?pi=P2009N1575



    Petição pelos deficientes (avisos em braïlle, melhores acessos e protecções, ...)
    http://www.peticaopublica.com/?pi=P2009N134

    ResponderEliminar
  13. R. como sempre perfeito...adorei mesmo muito boa :*

    ResponderEliminar
  14. deve ser uma delicia!!!
    bj

    lucia

    ResponderEliminar
  15. Parabéns..adorei a receita..muito boa!!!
    Vou fazer....
    bj

    ResponderEliminar
  16. Que lindas, essas tranças. Também vou levar a receita!

    Beijinho e bom fim de semana!

    Ah, também vou verificar se já me incluí entre os seguidores desse blog pois, embora já o faça na prática (há muito tempo), não sei se já me coloquei no quadro de seguidores!

    ResponderEliminar
  17. Amo as receitinhas de pão que você posta aqui. Já anotei essa que a massa está sensacional!

    ResponderEliminar
  18. Apetece tirar uma fatia...ficaram uma maravilha.Parabens e continue a fazer o que sabe.

    ResponderEliminar
  19. Renato,

    As tranças ficaram lindas demais! A receita é um pouco grande, mas acho que dá para dividir o ovo e usar metade para a massa e metade para pincelar...

    Bem, venho também aqui convidá-lo para participar do sorteio no Domingas. Afinal você esteve sempre presente por lá.

    Bjs

    ResponderEliminar
  20. A foto do miolo diz tudo. Acho a massa desses brioches com iogurte perfeita e muito macia. Vou levá-la comigo!
    Boa semana!

    ResponderEliminar
  21. Ficou lindíssima! O passo-a-passo, para não variar é sempre esclarecedor, o que nos dá sempre vontade de experimentar as maravilhosas receitas que constam deste blog muito rico!
    beijinho.

    ResponderEliminar
  22. Está com um aspecto mesmo bom, super fofinho... faz-me lembrar o pão de feira, meio doce, mas muito bom.

    Vou já tirar esta receitinha... Talvez só faça 1/2 receita, mas faço-a de certeza.

    Aproveito para convidar-te a visitar o meu blog bebe:
    saboresapurados.blogs.sapo.pt

    Jocas

    ResponderEliminar
  23. Boa tarde,
    Depois de ver esta receita não resisti a experimentar, mas a coisa não correu mesmo nada bem.
    A minha massa ficou demasiado liquida e como não havia maneira de a juntar acrescentei mais farinha. Deixei levedar 45 minutos e não cresceu nada.
    Coloquei no forno e quando arrefeceu parecia pedra. Resultado Tudo no lixo.
    Pergunta: O que poderá ter corrido mal?

    ResponderEliminar
  24. Bravo c'est une réussite. Vos brioches sont très belles et la mie magnifique. Je suis très contente que la recette vous ait plu. A bientôt!

    ResponderEliminar
  25. Experimentei esta receita e confirmo que é espectacular! Obrigada por partilhar!

    Pode ver o resultado aqui:
    http://hojeparajantar.blogspot.com/2011/12/pao-doce-tranca-de-iogurte.html

    ResponderEliminar

Deixe aqui o seu comentário a esta cozinha!