domingo, 19 de outubro de 2008

PANNA COTTA DE BAUNILHA COM VINAGRE BALSÂMICO

Panna Cotta mais do que uma sobremesa italiana, é uma sobremesa internacional.
Confeccionada com natas, leite, açúcar e baunilha, aceita inúmeras variações, significa literalmente "nata cozida".
Actualmente substitui-se parte das natas gordas que levaria originalmente, por gelatina, adquirindo, de forma light a sua consistência de pudim.

Nesta sugestão usei como cobertura creme de vinagre de Modena, também uma especialidade italiana. Este vinagre com DOC é obtido por redução a 30% do mosto de uvas Trebbiano, envelhecido em cascos de madeira, no mínimo 12 anos, fermentado, obtendo-se um autêntico creme muito aromático e caríssimo! Garrafas de 100ml podem custar 400€. Claro que o que compramos no supermercado é bem mais barato, não tem nada a ver com o tradicional DOC, resulta de mistura com vinagres de vinho adocicados. Este último costumo usar para temperar saladas com azeite.Para além do vinagre balsâmico existe o creme de vinagre balsâmico natural ou aromatizado que resulta da adição de espessantes.

Esta cobertura pode ser usada também em gelado de baunilha. O contraste do doce e do ácido saboroso do vinagre é inconfundível.

Usei o creme de vinagre balsâmico de framboesa.

Fiz assim...

PANNA COTTA DE BAUNILHA COM VINAGRE BALSÂMICO


INGREDIENTES
200ml de natas (1 pacote)
300ml de leite
50-75g de açúcar baunilhado ou açúcar
3 folhas de gelatinas incolor
1/2 vagem de baunilha (usar em vez do açúcar baunilhado)

creme de vinagre balsâmico de Modena aromatizado

PREPARAÇÃO
Hidratar as gelatinas em água fria.
Numa caçarola misturar as natas, o leite, o açúcar e a vagem de baunilha. Levar ao lume até levantar fervura, mexendo. Retirar a vagem. Dissolver as folhas de gelatina escorridas.
Mexer e verter em formas pequenas.
Levar ao frigorífico de um dia para o outro.

Desenformar as panna cottas mergulhando alguns segundos as formas em água quente.
Salpicar, apenas, com o creme de vinagre.


NOTAS, MAS NÃO MENOS IMPORTANTES
- Pode-se preparar o creme de vinagre balsâmico em casa fervendo algum vinagre balsâmico de Modena, numa caçarola destapada, deixando evaporar e engrossar, obtendo um creme que pode ser adoçado ou aromatizado;
- A qualidade das natas influencia esta sobremesa, tanto no sabor como cor, podendo ficar amarelada (usei natas Parmalat);
- Existe à venda creme de vinagre balsâmico com vários aromas, sobretudo: framboesa, morango, cereja, laranja, ou o natural;
- Usei vinagre balsâmico também no Peixe com cebolada balsâmica.

12 comentários:

  1. Nunca experimentei o vinagre balsâmico, mas com esta receita fica difícil não vir a experimentar brevemente!!! Tem um aspecto delicioso!!!
    Bjs

    ResponderEliminar
  2. A tua cozinha está muito gourmet e linda, essa panna cotta hummm, confesso que nunca provei o dito vinagre pois desconfio que o vou ter que comer sózinha...beijinho

    ResponderEliminar
  3. Salivei.. nunca comi pannacotta! está na minha listinha dos próximos quitutes a serem feitos!

    bjos, glau

    ResponderEliminar
  4. Guria,

    que deliciaaaaaaaaa
    Eu já fiz e amei, só que foi com calda de morango e hortelã... ai tentação.
    Bjs

    ResponderEliminar
  5. Bem lá vou ter que fazer esta Panna cotta:)Fiquei a babar;)Lindo beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Confesso que me faz uma certa confusão o vinagre nos doces... mas se é de framboesa não deve ficar mal :)

    ResponderEliminar
  7. ficou linda a sua panacota..com vinagre balsamico..maravilhosa..um abraço

    ResponderEliminar
  8. Gosto muito de panna cotta, mas ainda nao provei uma com vinagre balsâmico.Achei deveras interessante. e me atiçou a curiosidade.

    ResponderEliminar
  9. Ainda não experimentei usar essas reduções de balsâmico em sobremesas... embora tenha comprado recentemente um com sabor a figo. Certamente iria bem com esta pannacota!

    bjs

    ResponderEliminar
  10. Que bonito!!
    Fiquei só imaginando esse sabor.
    Bjks

    ResponderEliminar
  11. Ando há tempos para fazer panna cotta, está com aspecto excelente, fiz outra receita tua, só uma palavra, DIVINAL, ponho um dia desses, ;)

    ResponderEliminar

Deixe aqui o seu comentário a esta cozinha!