quarta-feira, 14 de maio de 2008

FARTURAS

Quentes e Boas! Não são castanhas assadas mas sim farturas.

Estamos em plena Feira de Maio. Quando se pensa nesta feira pensa-se nos carrocéis e também nas farturas. Especialidade portuguesa adaptada dos finos churros espanhóis, mas nós por sermos mais gulosos, é tudo à fartura.

Farturas ou churros, simples ou recheados, têm de ter açúcar e canela. Fartura sem esta dupla não é fartura.

Não há nada como comer uma fartura directamente da roulotte das farturas, bem quente, é o cheiro da massa e da canela misturado com o barulho dos carrocéis e dos gritos das crianças, são as luzes coloridas da decoração do recinto, ou simplesmente o pó que se levanta do chão recém-ensaibrado e o odor do óleo da fritura (que já deveria ter sido mudado há muito, ou não)... Qualquer que seja a razão pela qual gostamos de farturas, não deixem de as comer numa dessas inúmeras roulottes que se multiplicam como cogumelos.

Durante muitos anos quis saber como fazer farturas. Via o dono da roulotte fritá-las, com uma seringa gigantesca agarrada com as duas mãos, como se de um guiador de mota se tratasse, e apertada com o ombro, mas não sabia o que levava a massa. É certo, que quem já as comprou na rua, e já olhou para dentro da roulotte viu nas prateleiras os ingredientes: farinha Branca de Neve fina (do rótulo azul) e óleo Fula. Mas seria só isto?

Procurei, li e fiz várias massas, mas todas de sabor horrível, com ovos, baunilha, bicarbonato de sódio, água fervente para escaldar a farinha, sei lá...

Cheguei à conclusão que os ingredientes tinham de ser simples e baratos, pois se não, as roulottes de farturas não exitiam em tão grande quantidade numa mesma feira.

Afinal de contas, uma fartura custa 1 EUR comprada na rua e em casa fica por metade deste valor todo o prato que apresento.

Mesmo depois de as conseguir clonar, as farturas para mim nunca perderam o seu encanto.

Para distribuir a massa uso um saco pasteleiro com bico de estrela larga. Pode ser usado outro bico mais fino ou uma seringa de pasteleiro, para fazer churros.

A dificuldade nesta receita é o ponto da massa, não deve ficar dura, deve fluir, mas não muito, pois senão sai do saco pasteleiro.

Fiz assim...

FARTURAS


INGREDIENTES
300g de farinha Branca de Neve fina (rótulo azul - com fermento)
2,5-3dl de água fria
1 colher (café) de sal fino
açúcar e canela
óleo Fula para a fritura

PREPARAÇÃO
Aquecer óleo abundante numa frigideira de grande diâmetro (o maior que tivermos).
Preparar a mistura de açúcar e canela numa taça.
Preparar o saco pasteleiro munido de um bico de estrela larga.
Numa tigela misturar a farinha, o sal e os 2.5dl de água. Mexer bem e rapidamente (se precisar acrescenta-se mais água). Colocar a massa no saco e espremer para o óleo, em espiral, da periferia da frigideira para o centro. Levantar o saco para cortar a massa (se esta não cortar é porque tem pouca água).
Fritar rapidamente, virar (uso 2 paus do restaurante chinês) quando dourado e escorrer em papel absorvente.
Repetir o procedimento até esgotar toda a massa.

Cortam-se as farturas com uma tesoura e passam-se por açúcar e canela, quando ainda quentes.

NOTAS, MAS NÃO MENOS IMPORTANTES
- A água deve ser fria, não morna;
- Se a farinha usada não contiver fermento (auto-levedante) acrescenta-se 1 colher (café) de fermento em pó;
- Diferentes marcas/lotes de farinha têm absorção de líquidos diferente, por isso é preferível começar com pouca água e acrescentar mais, se necessário;
- Não se deve mexer muito a massa para que o glúten não se forme (diferente daquilo que queremos para o pão). Por isso o óleo deve estar bastante quente para que a massa não espere;
- Querendo fazer mais do que uma receita, deve fazer-se uma massa de cada vez pelo motivo anterior;
- As farturas devem fritar dentro do óleo, tipo batatas fritas;
- Se a fritura for lenta, o interior ficará amarelado e não branco, a massa frita saberá a ovo (pode ser também da farinha);
- Se as farturas ficarem com "hérnias" de massa, é porque a quantidade de fermento foi grande, reduzir um pouco na próxima.

19 comentários:

  1. O quanto eu gosto de uma bela fartura... Não há nada como comê-las na roulotte da feira, acabadas de fritar e com aquele açúcar e canela por cima... humm delícia!
    Não há feira a que vá que não coma uma bela de uma fartura!
    Obrigado por partilhar connosco a receita. Eu vou já tomar nota e tentar recriar em casa.

    beijos

    ResponderEliminar
  2. Huummm que bela receitinha e cá em casa todos gostam de farturas , a experimentar..Parabéns pelo blog,gostei muito ..

    ResponderEliminar
  3. Sabe que os churros no Brasil são recheados com doce de leite?
    Uma delícia que demorei a provar, porque tinha certeza que iria gostar e aí é mais uma tentação.
    Bjs!

    ResponderEliminar
  4. Já tentei fazer uma vez, mas não acertei com a coisa não sei o que deu errado, as tuas ficaram com um ar apetitoso, já lembra as festas dos santos populares, onde há muita fartura, ;)

    ResponderEliminar
  5. nunca experimentei por achar que devia ser difícil de fazer.
    apesar de, como tu, achar que a massa teria de ser uma coisa muito básica para dar lucro a quem as faz.

    ResponderEliminar
  6. Fraturas... nhami nhami!!

    Gosto muito!! e de churros tb...
    Aqueles da pescanova que compramos uma vez... lembras-te!!! tambem eram bons, mas essas tuas farturinhas....

    PS - ainda bem que não moro ao pé de ti!!!
    Apesar de achar que a tal historia das encomendas podia muito bem entrar em pratica!

    ResponderEliminar
  7. Gosto muito de farturas,mais ainda de churros por serem mais fininhos e se acompanhar com um chocolate quente então é a delícia completa :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Concordo com a Edinha, adoro farturas mas sou uma perdida por churros com chocolate quente. Nunca esquecerei as minhas férias em Lanzarote devido ao meu pequeno-almoço: Churros com chocolate quente lol

    beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Saia meia dízia de churros quentinhos para mim. São os fritos que mais amo comprar e comer quentinho com muita canela à mistura. Mas nunca tive a receita. Acho que sou mais espanholita e prefiro os churros às farturas :-)

    ResponderEliminar
  10. Farturas e churros são das melhores coisas que há... Já cheira a férias...

    ResponderEliminar
  11. Hummm...
    uma receita magnifica, só espero que me fique bem, como as tuas, bejinhos da Bela, passa pelo meu blog e deixa um comentário, ok?
    Bjinhos

    ResponderEliminar
  12. Passei por aqui e só de ler acho que vou mesmo comer uma a feira de Maio :)
    O resto da semana ando a sopa para compensar hehe :)

    beijo

    ResponderEliminar
  13. Aquela receita só experimentei uma vez, mas saiu bem.

    ResponderEliminar
  14. amiga deve ter dado resultado para si e fico contente por gostar de farturas mas tente com agua morna para o quente,meio kilo de farinha com fermento,meio kilo sem fermento,sal e bater bem mas nao demasiado.o oleo deve tar no ponto e frite numa frigideira grande se possivel para a fartura n ficar meio cru. o segredo do sabor ta na agua-deixe ferver com limao. boa sorte

    ResponderEliminar
  15. Olá Anónimo, obrigado pelas sugestões. Algumas das suas dicas eu até experimentei mas não agradaram, como a água quente. De resto acho que é igual, uso uma figideira grande, não se pode bater em demasia a massa, uso sal, e fermento em excesso provova "hérnias" :), daí a dica de meia quantidade com fermento e meia sem fermento.
    Obrigado e bom ano.

    ResponderEliminar
  16. Para quem gosta de CHURROS, sequinhos, com varios sabores, higienicos, NAO DEIXEM DE EXPERIMENTAR quando forem a Praia Grande, no Boqueirao, na Av. Costa e Silva ao lado da Droga Raia, existe uma peruazinha de churros, com nome ANNA CHURROS, que e o nome da dona.
    Uma delicia, a massa e especial, feita na hora, e a freguesia adora, formam fila, experimente.Uma loucura.

    ResponderEliminar
  17. Olá, olá!
    Achei muito engraçado o interesse, no entanto, posso desde já dizer 2 coisinhas:
    - 1º, a diferença entre churros e farturas não está só na grossura;
    - 2º, a receita ideal para farturas não é bem esta, mas não posso contar se não lá me vai o negócio,ehehe... uma receita de 15 anos.....

    Bom Apetite...

    ResponderEliminar
  18. Pois, sei que pode haver segredo, mas esse eu não sei.
    O que posso dizer é que estas que faço assemelham-se a algumas de compra. Se me quiser contar o segredo para o mail prometo que não divulgarei nem montarei uma roulote para venda ;)

    Quanto ao churros, sim a massa é um pouco diferente das das farturas, mais fina, mas esses nunca tentei fazer.

    Obrigado pela visita, e vivam as farturas!

    ResponderEliminar
  19. Esta receita e mesmo boa. Meus amigos, e mesmo facto de que as farturas nao leva ovos. Muito obrigado, finalmente encontrei um bao recita depois de gastar 10 ovos. obrigado e experimente!!!!!!

    ResponderEliminar

Deixe aqui o seu comentário a esta cozinha!